Dia difícil

Há dias em que custa ser Benfiquista. Começa o dia com uma entrevista de Tiago a deitar abaixo Veiga e Vieira. Depois, à tarde, acaba de maneira abrupta o namoro (parece que chegou mesmo a ser noivado) entre Scolari e Benfica.

Duas situações, uma provocada por uma guerra de empresários outra por uma notícia fora de tempo do Expresso (mesmo grupo da SIC, coincidência?). Duas situações que causam muitos transtornos ao Benfica (já para não falar da Selecção Nacional).

O Benfica tarda em perceber que se tem que afastar destas duas entidades, empresários e imprensa, para passar a ter uma vida descansada e uma equipa vencedora.

Renovações

Simão renovou com o Benfica até 2010. Parece-me que finalmente se percebeu que a política desportiva é tão importante que a política financeira (ou se calhar até mais porque qualquer clube para ganhar dinheiro primeiro tem que ganhar jogos).

Seguem-se, segundo os jornais, as renovações com outras peças fundamentais do clube como o são Moreira, Ricardo e Rocha e Tiago. Estas renovações conjuntamente com o que me parece o início de um olhar mais atento para a “cantera” do clube mostram que as coisas podem vir a melhorar nos próximos tempos.

É o que resta aos benfiquistas, a esperança de dias melhores.