Pontapé de saída II

Olá a todos. A partir de hoje será aqui que partilharei as minhas opiniões sobre o mundo do futebol. Apenas as opiniões de um adepto, benfiquista para que se fique já a saber, e como tal não se garantem que sejam imparciais ou politicamente correctas.

Mundial de Rugby 2007

Admito que não sou grande adepto de rugby, mas a qualificação da selecção nacional para o mundial é pouco menos que histórica.

Assim sendo, não se compreende a ausência de transmissões em sinal aberto do jogos da selecção nacional de rugby. É uma pena que não se aproveite esta excelente oportunidade para aumentar a base de adeptos desta modalidade.

Santos out, Camacho in

Desde hoje que Fernando Santos já não é treinador do Benfica. Uma decisão que praticamente toda a gente parece concordar que é correcta mas tardia e que devia ter sido tomada logo no fim da época passada, e parece-me que quanto a isto não há muito mais a dizer.

Para o lugar de Santos entra José António Camacho, que não é nenhum salvador da pátria mas que parece ser o homem indicado dada a situação do Benfica, que além de treinador deverá desempenhar também as funções de homem forte do futebol, coisa que neste momento parece fazer falta já que Luís Filipe Vieira não tem, ou não aparenta ter, capacidade para esse trabalho.

Falta, agora, ver qual o efeito que Camacho vai ter no plantel e no futebol jogado principalmente nos jogos com o Guimarães e com o Copenhaga que se afiguram muito importantes.

Simão no Atlético de Madrid

É oficial, o passe de Simão Sabrosa foi vendido ao Atlético de Madrid por 20 milhões de euros. Menos 5 que a cláusula de rescisão que era o único valor pelo qual seria negociada a transferência segundo palavras do Luís Filipe Vieira. Afinal não era bem assim.

É certo que o Benfica terá direito a dois jogadores do plantel. A questão é: quais dois? Olhando para o plantel dos espanhóis apenas vejo que um jogador que possa interessar ao Benfica, José Castro. Jogador jovem e de futuro, português e que pode ser muito útil se se confirmar a saída de Anderson. Além disso espero bem que essa vaca velha que é o Costinha nem sequer esteja a ser considerada para vir para o Benfica (nem ele nem Maniche).

Vamos agora esperar pelo tal grande jogador que pelos vistos já está a voar para Portugal para podermos avaliar como fica o plantel depois desta operação.

Para acabar, um grande agradecimento ao Simão Sabrosa pelo que ele fez nos anos em que vestiu e dignificou a camisola do Benfica. Só é pena que saia para uma equipa de meio da tabela e não para um grande clube europeu como ele merecia.

E agora?

O Benfica ficou hoje praticamente arredado (um benfiquista acredita sempre enquanto a matemática permite) da luta pelo título de campeão nacional, o único titulo que ainda era possível ganhar esta época. Seria fácil neste momento culpar o treinador, pedir a contratação de um novo e começar a preparar a próxima época.

Neste momento eu preferia pensar em novos jogadores do que num novo treinador. As posições a reforçar no 11 titular penso que são fáceis de identificar, e principalmente, o Benfica precisa de melhores alternativas a esse mesmo 11 titular.

PSG – Benfica

O resultado é negativo mas de maneira nenhuma a eliminatória está perdida. O Benfica tem claramente melhor futebol que o PSG e ter um golo marcado fora será decisivo.

Mas os dois golos do PSG podiam muito bem ser evitados. Se David Luiz tivesse já feito 90 minutos contra o Aves, jogo de menor pressão em termos desportivos, em vez de se deslocar um jogador importante do meio-campo, será que aqueles 10 minutos de tremideira teriam acontecido? (E o jogo com o Aves, com Katsouranis no meio campo, se calhar até tinha corrido melhor…)