Mais vale agora do que na final

Antes de mais, já garantimos que vamos jogar no estádio da final.

É o adversário mais complicado e, com a segunda mão fora, é a eliminatória mais difícil que podia sair. Mesmo assim penso que era preferível apanhar a Juventus agora, sendo que metade da eliminatória sempre é em casa, do que depois ir jogar a final “fora”.

O calendário do Benfica não é muito desfavorável. A primeira mão é já depois do jogo com o Olhanense, o que quer dizer que o Benfica pode garantir o campeonato primeiro (e tem a obrigação de o fazer) para depois poder ir na máxima força contra a Juventus. Não há jogo para o campeonato no fim-se-semana entre as duas mãos, se houver algum jogo é para a Taça da Liga (era a data da final mas não sei como isso está), dá sempre para descansar jogadores.

Eles podem ser favoritos, mas um Benfica na máxima força pode muito bem ganhar isto.

Difícil mas…

Eu diria que o grupo do Benfica é mais chato do que difícil. Teria sido bom evitar as idas à Turquia e à Grécia. Conseguiu evitar apenas uma delas, recebendo o Galatasaray mas ficando ainda a complicada visita ao campo do Olympiacos (este sistema de grupos da Taça UEFA é uma parvoíce).

O jogo teoricamente mais fácil fica para o fim o que pode ser útil caso o apuramento ainda não esteja garantido. Nenhum dos três primeiros adversários é fácil mas todos, em condições normais, estão ao alcance do Benfica.