Grande exibição contra a Turquia

Admito, a exibição de hoje superou as minhas expectativas. Se por um lado já esperava a vitória por outro uma exibição destas dá muita confiança para o resto da competição.

Para já e depois de ver o jogo de hoje à tarde entre a Suiça e a República Checa, que os checos ganharam por 1-0, penso que Portugal tem todas as condições para passar aos quartos-de-final e até garantir o primeiro lugar com alguma tranquilidade.

Euro 2008, dia 1

Hoje é o primeiro dia do Euro 2008 e logo com Portugal a entrar em campo. Não sei bem o que esperar da selecção, há já algum tempo que não se vê uma exibição convincente. Por outro lado, numa competição destas a motivação é sempre maior pelo que tudo pode acontecer.

Para já o que é importante é ganhar à Turquia, que é uma equipa perigosa, e deixar de lado essas conversas, que só distraem, de sermos favoritos e de querermos chegar à final. Força Portugal!

Porra!

Grande merda, não ganhámos e acabou por não ser perfeito este Campeonato da Europa. Podemos sair de cabeça erguida mas podíamos ter saído em glória.

Acabou por não ser assim. Acabou por ganhar o anti-futebol da Grécia. Vitória que obriga a muita reflexão por parte das pessoas do futebol europeu. Não pode ser este futebol que domina a europa.

É hoje!

Estive involuntariamente “offline” durante a última semana, e não pude comentar o jogo contra a Holanda nem os restantes acontecimentos do Euro 2004. Mas isso pouca importa agora.

Hoje pode ser um dia histórico para o futebol português e para o próprio país. A final contra a Grécia pode vir a ser um momento glorioso, vamos acreditar!

Força Portugal!

Robbed?!

Acabei agora de ver na Sky News os títulos dos jornais ingleses de amanhã (hoje) e dois deles têm a mesma manchete: “Robbed”. Mas que jogo é que eles viram?

E ainda estou à espera para ver a repetição daquele lance em que a bola é tirada da baliza e que me parece que é um golo nítido. O lance do golo inglês anulado, em que é claríssima a carga sobre o guarda-redes dentro da pequena área, repetiu várias vezes; o, possível, golo de Portugal nem uma repetição… porquê?

O que interessa é que vencemos bem e vencemos justamente.

Quartos definidos

A Holanda é a última equipa a chegar aos quartos-de-final. Ganhou descansadamente, por 3-0, à Letónia e beneficiou da derrota da Alemanha contra a República Checa, por 2-1, que por sua vez é a única equipa que conta por vitórias todos os jogos da fase de grupos.

A Alemanha sai ingloriamente sem uma única vitória e, diga-se, sem ter mostrado futebol que justificasse a sua continuação em prova.

Erro

No último post afirmei que o 2-2 não garantia o apuramento a Suécia e Dinamarca. A verdade é que garante. Ao fazer as minhas contas não tive em conta que o desempate era entre 3 equipas e que antes das diferenças de golos e quantidade de golos marcados, contam os golos marcados nos jogos entre as equipas empatadas.

Por isso é favor ignorar o último parágrafo do último post. E obrigado ao Rui Malheiro, do Terceiro Anel por me ter alertado acerca do erro.

Realmente era de estranhar eu ser o único gajo a fazer estas contas…

Ciau!

Mais uma favorita a caminho de casa. Depois da Espanha é a vez da Itália fazer as malas e rumar a casa. Contra todas as previsões os dois apurados deste grupo são as equipas nórdicas, Dinamarca e Suécia.

Enquanto que a Dinamarca já sabe que vai jogar os quartos-de-final com a República Checa, a Suécia fica à espera do desfecho do grupo D para saber o seu adversário. Alemanha, Holanda e até a Letónia lutam pelo segundo lugar desse grupo e pela última vaga nos quartos-de-final.

A Suécia e a Dinamarca são no meu entender justos apurados que mostraram argumentos para deixar a Itália para trás e que só se pode queixar de si própria.

Este grupo vai ficar marcado pela polémica dos pontos. Havia a suspeita que no jogo do Bessa se pudesse jogar para o empate a 2 bolas. Acabou por ser este o resultado, mas, e eu segui este jogo com mais atenção que o da Itália e, tenho muita dificuldade em acreditar que tenha sido um resultado fabricado.

Ainda para mais, o 2-2 não garantia o apuramento às duas equipas. Se a Suécia estava mais descansada por causa de ter um bom goal-average fruto da goleada à Bulgária, a Dinamarca mesmo com este resultado podia ter sido eliminada. Bastava que a Itália tivesse marcado mais um golo e tivesse ficado com a mesma diferença de golos e número de golos marcados. Se isto acontece o desempate seria feito através do “desempenho no apuramento para o Campeonato do Mundo de 2002 e UEFA EURO 2004”, onde a Itália tinha vantagem. Pode-se dizer que Itália foi eliminada por um golo.

Ranking e coeficientes das duas equipas como pode ser visto aqui.

05. 2.313 – Italy

11. 2.056 – Denmark

Bring it on!

Já se conhecem dois dos jogos dos quartos de final do Euro. O adversário dos Portugueses será a forte Inglaterra, enquanto que a França será a adversária da Grécia.

Os ingleses parecem neste momento um adversário mais complicado do que a selecção francesa mas o nosso futebol ao seu melhor nível (como parece que estamos agora a jogar) é bem capaz de derrotar os britânicos. Por isso: “Bring it on, England!”

O outro quarto de final vai ser bastante interessante. A Grécia está com a moral em alta e a França está claramente muitos pontos abaixo do seu potencial. Os franceses vão ter que sofrer para seguir em frente.