Acabou o sonho

Podemos sair orgulhosos deste mundial. Chegámos onde muito poucos diziam que podíamos chegar e além disso chegámos lá com mérito.

Perdemos com a França tal como também poderíamos ter ganho. Penso que fomos superiores em termos de futebol jogado mas faltou-nos a acutilância necessária a um jogo destes (Pauleta where are you?).

Não percebo, também, esta insistência em nos queixarmos do árbitro sempre que perdemos. Custa assim tanto aceitar que também podemos perder sem influências de terceiros. Perdemos porque sofremos um golo e não marcámos nenhum, chama-se futebol.

Resta agora jogar contra a Alemanha para decidir o terceiro lugar numa decisão que nem sequer devia ser decidida. Pouca diferença há entre ser terceiro ou quarto e é apenas mais um jogo que custa tanto a jogadores como a adeptos depois de uma derrota nas meias-finais que é sempre dolorosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *